ENTENDA A PSICOLOGIA DAS CORES APLICADA AO MARKETING

Psicologia das Cores
» Clique Aqui para baixar uma versão em Alta Resolução desse infográfico «

COMO DESARMAR AS VIBORAZINHAS CORPORATIVAS


Pesquisando o universo das serpentes e das víboras, percebi que a serpente é mais malvista do que deveria. Somente uma parte delas é venenosa e elas não costumam atacar os humanos. Já a víbora é um réptil venenoso cuja mordida quase sempre é fatal. Portanto, é sobre as viborazinhas corporativas que eu quero falar neste mês.

É sempre bom estar atento a elas. Sabe aquele colega de trabalho que o tempo todo quer formar grupos, aliar-se a outros departamentos e age como se estivesse num treinamento de sobrevivência na selva? É a esse tipo de víbora que estou me referindo. 

Tem gente que parece que enxerga perigos e armações em sua própria sombra. Por mais selvagem que o universo corporativo ande, não é para tanto. E aquele outro que, do nada, passa a elogiar muito você, insistindo para ajudar em coisas que são de sua responsabilidade e forçando uma proximidade e uma amizade que só poderiam existir com o tempo, o empenho e a vontade de ambas as partes.

Conhece alguém assim? Mantenha distância de pessoas com essas características porque, quando dão o bote, quase sempre é fatal.

Longe de mim desmerecer os parceiros de trabalho que genuinamente prezam a construção e o trabalho de grupo e, menos ainda, duvidar de todos aqueles que, por natureza, são gentis, generosos e trazem dentro de si o real espírito de cooperação. 

Como diferenciar os tipos reais dos que são falsos e que trazem sempre segundas intenções por trás de suas menores atitudes na empresa? Ouça sempre sua intuição e seja extremamente sensível aos outros. Quando você começa a prestar atenção real nos outros, conseguirá diferenciar sempre o joio do trigo e passará a perceber melhor os alarmes interiores que quase sempre recebemos e também quase sempre insistimos em ignorar!

Cuidado com as pessoas que, do nada, elegem você como confessor, desfiando intimidades e indiscrições que podem comprometer terceiros. Atenção para quem fala mal de outros pelas costas. Esse profissional certamente faz a mesma coisa quando você não está presente.

Mais cuidado ainda quando, além disso, perceber que a víbora corporativa coloca sua língua bipartida em ação, tentando empalidecer o sucesso e a importância de colegas, desdenhando de ideias e planos dos pares. Chame essa pessoa para uma conversa. Diga que o comportamento só envena as relações de trabalho e o ambiente. Assim, você desarma a víbora.

Por Célia Leão. Escreve sobre etiqueta corporativa. É autora de "Boas maneiras de A a Z" e consultora de de etiqueta empresarial.

Fonte: Exame

QUAIS SÃO OS CAMINHOS PARA A ESPECIALIZAÇÃO EM MARKETING DIGITAL?



Buscar a especialização em marketing digital, em um mundo cada vez mais conectado é um passo natural para qualquer profissional que deseje um futuro tranquilo em relação a sua carreira. As pesquisas mostram que o marketing digital deve ultrapassar o marketing convencional no mais tardar, em 2016. Portanto, é hora da especialização para não ficar pra traz.

Atualmente a especialização em marketing digital oferece inúmeras opções, uma vez que o mercado se torna cada vez mais específico. Os profissionais de marketing digital são cada vez mais cobiçados pelas empresas, mas a oferta de pessoal realmente capacitado não supre o mercado.

Os caminhos para a especialização em marketing digital

O caminho para a capacitação profissional em marketing digital não é fácil nem curto. Afirmar que você pode formar um gerente de marketing digital em poucas semanas é no mínimo um sinal de inocência. A formação de um profissional de marketing começa pela base, ou seja, um bom curso de graduação para que ele domine as bases e conceitos universais da profissão, mas isso atualmente em todas as áreas de atuação não é o suficiente.

As nossas faculdades ainda não atentaram para a questão da especialização em marketing digital, e com isso, vem criando uma defasagem entre os bancos da escola e a vida real. Conhecer tudo sobre Kotler é muito bom, mas fazer essa transição para o mundo online é outra coisa.

O importante é ter um plano de carreira em marketing digital, saber que existe um tempo certo para tudo e uma sequência lógica de aprendizado que reforça sua capacidade para adquirir mais conhecimento.

Sugestão de roteiro para especialização em marketing online

Como disse anteriormente, é preciso ter uma visão geral dos cenários do marketing online para poder então decidir qual é o melhor caminho a seguir. Uma vez conhecidas as principais áreas, eu teria a seguinte sugestão a dar, em termos de formação:

  • Web Análise e Google Analytics
  • SEO – Search Engine Optimization
  • Google AdWords – Links Patrocinados
  • E-mail Marketing
  • Marketing em Mídias Sociais

Parece pouco? Só parece. Cada uma dessas disciplinas do marketing digital é fundamental para que você tenha uma visão ampla do web marketing para ter condições de planejar campanhas de alta conversão. Obviamente, durante o caminho da sua formação irão surgir predileções por esta ou outra área, como em qualquer profissão. É justamente ai que eu sugiro que você pegue a dica para o seu futuro profissional em marketing digital.

Tornando-se um especialista em marketing digital

Superada esta fase de conhecimento, chegamos finalmente à especialização. Um fator fundamental para o sucesso em marketing digital é fazer aquilo que realmente se gosta. Por isso, minha recomendação é que você foque na técnica que lhe é mais interessante e desafiadora. O importante é gostar da atividade e conhecer detalhadamente a área em que você quer atuar, porque o sucesso só vem com muita dedicação.

A atualização, por exemplo, é um dos fatores essenciais para quem que se especializar em marketing digital. A tecnologia e o mercado cobram do profissional de marketing uma atualização constante. Em nossos cursos, costumo dizer que a capacitação em marketing digital é feita de sucessivas camadas de reciclagem. O profissional de marketing online tem sempre a função de buscar formas e tecnologias inovadoras. Surpreender o público é uma das principais estratégias para o sucesso do Web Marketing.

A especialização em marketing digital é uma tendência cada vez mais forte, portanto faça já um planejamento da sua formação.

ONDE ESTÃO AS PESSOAS CERTAS PARA SUA EMPRESA?


A resposta para essa pergunta vale milhões de reais em resultados. Entretanto, não é necessário desembolsar a mesma quantia para encontrá-la. Basta avaliar o ambiente e a forma da gestão da sua empresa. O restante flui de maneira natural.
São poucas as empresas que reconhecem a importância do capital humano como fator preponderante para o alcance dos resultados. Por alguma razão, as empresas estão sempre buscando novos talentos, high potencial ou um salvador da pátria capaz de "oxigenar" o marasmo em que se veem mergulhadas.

Na prática, gestão de recursos humanos ou gestão de pessoas ou gestão de capital humano são tentativas infrutíferas de valorizar a importância e a criatividade dos profissionais. Mas, seja qual for o nome adotado, isso não muda a realidade de muitas empresas.

Apesar de os gestores de RH encamparem a difícil missão de recrutar os melhores talentos, muito mais fora do que dentro das organizações, os atributos ainda são mais valorizados do que a capacidade de lidar com circunstâncias adversas.

Atributos como boa aparência, experiência profissional, domínio de dois ou três idiomas, moreno alto, bonito e sensual, há muito tempo deixaram de ser suficientes para recrutar os melhores talentos para as empresas.

De fato, não existe um modelo ideal de contratação, mas, é possível reduzir de maneira considerável o índice de seleções equivocadas. Por experiência, penso que as dinâmicas mais sofisticadas não conseguem neutralizar essa deficiência.

A contratação de profissionais que se sobressaem durante o processo de seleção e, depois de admitidos, não correspondem ao esperado, é muito comum, por várias razões, aqui não exploradas. Algumas empresas demoram em corrigir essa falha. Executivos são orgulhosos demais para admitir o problema.

Na realidade, não é necessário mais do que três a seis meses para saber se o profissional vai ou não abraçar a causa da empresa, portanto, de que adianta prolongar o problema? Qual é a dificuldade de refazer o processo e tentar novamente?

Onde está o problema, então? Está na cultura da gestão de pessoas. Existem duas coisas que não nos ensinaram desde a mais tenra infância: lidar com dinheiro e lidar com pessoas, razão pela qual a situação financeira da maioria é caótica e o relacionamento nem se fala.

A falta de uma política voltada para a gestão de pessoas, no sentido prático, é um dos principais fatores que contribuem para as seleções equivocadas e o não aproveitamento dos talentos existentes dentro da própria organização.

Dessa forma, uma politica séria de recursos humanos deve levar em consideração todos os fatores a seguir relacionados. Desculpe a dureza das palavras, mas, qualquer coisa fora isso não traz resultados efetivos:

- Estrutura organizacional bem definida.
- Matriz de responsabilidades bem definida.
- Processo de seleção e admissão criterioso.
- Programa de integração.
- Treinamento e desenvolvimento constante.
- Plano de Cargos e Salários + Benefícios compatíveis.
- Critérios de avaliação bem definidos.
- Autonomia das lideranças em todos os níveis.

Antes de responder a pergunta que serve de título para esse artigo, vale a penar refletir sobre outra questão: por que algumas empresas não encontram os profissionais que tanto procuram? Alguns insights para ajuda-lo na resposta:

- A política de recursos humanos não existe; quando existe, há sempre um diretor ou gerente que se acha no direito de abrir uma exceção e isso contamina o processo.
- Algumas empresas nem sabem o que significa Política de RH; outras acham isso uma grande bobagem.
- Os gestores encontram tempo para tudo, menos para fazer gestão de pessoas.
- Existem empresas que simplesmente ignoram a gestão de pessoas.
- Os lideres não são treinados para avaliar pessoas.
- O processo de admissão não tem consistência alguma.
- Os objetivos não estão claros e as pessoas são "largadas" literalmente no seu local de trabalho.
- Não existe programa de desenvolvimento de talentos internos.
- O negócio está dando muito dinheiro e algum alienado acha que isso pode dispensar a necessidade de treinamento; além de tantos outros.

Agora sim, respondendo a questão do título, como encontrar as pessoas certas para a sua empresa? Primeira dica: elas não estão na concorrência. Segunda dica: elas estão dentro da sua própria empresa.

Que tal adotar os seguintes critérios?

- Comece envolver e a responsabilizar os gestores durante o processo de seleção, interna ou externa, e de avaliação até que o profissional se estabilize.
- Indicação vale, mas, independentemente disso, torne o processo mais transparente e profissional possível. Se indicação fosse suficiente, o serviço público seria uma beleza.
- Adote processos de avaliação que levem em conta tanto os fatores comportamentais quanto os resultados; as pessoas precisam saber o que vão fazer, como devem fazer e o que vai acontecer se não fizerem; não precisa xingar nem reclamar nem falar mal do profissional no corredor, basta ser claro em relação ao desempenho.
- Nenhuma empresa acerta todos os processos de admissão. Se, apesar de ter tomado todos os cuidados e de ter feito as avaliações etc., o profissional não corresponder às expectativas, corrija o processo rapidamente e parta em busca de nova opção.
- Dê oportunidades para as pessoas da sua própria empresa; muitos talentos estão deslocados da sua vocação natural e, ao promover a seleção interna, você concede a si mesmo o direito de corrigir algumas deficiências do processo original de admissão.
- Deixe de se iludir e carregar as pessoas nas costas. Em todas as empresas, existem poucas pessoas comprometidas. A maioria não está nem aí para o negócio e uma boa parte não vê a hora de a aposentadoria chegar. Como líder, gerente, empreendedor ou empresário, você tem o direito de tentar novamente.

Contratar e reter talentos (modismo puro) exige cultura voltada para a gestão de pessoas e comprometimento efetivo das lideranças como o monitoramento dos resultados de todos os profissionais a serviço da empresa, periodicamente, e não apenas uma vez a cada cinco anos, quando se faz.

Por fim, lembre-se, nenhum profissional vindo de fora conseguirá suprir a deficiência gerada pela falta de processos, de politicas, de normas e procedimentos instituídos para todas as áreas e para todos os níveis hierárquicos da empresa.



PAPEL HIGIÊNICO COLORIDO VIRA CASE DE MARKETING

Papel Higiêncio colorido vira case de marketing em uma das maiores escolas de negócio do mundo. Um diferencial e tanto nesse mercado quase sem graça e sem nenhuma opção de cor. Assista o vídeo:

NA ONDA "REVIVAL", NESTLÉ RELANÇA CHOCOLATE LOLLO


Ao monitorar redes sociais, multinacional viu que marca podia salvar vendas do chocolate que virou Milkybar em 1992

Você compra uma TV de LCD num dia, no outro a coqueluche é a de tela LED. O iPhone 4s chegou ao Brasil em dezembro - mas agora a bola da vez é o iPhone 5. Hoje, tudo é fugaz, tecnológico e atualizado em poucos segundos. Essa corrida pela modernidade, dizem os especialistas, gera um efeito colateral: a onda "revival", de retorno a símbolos do passado.

O Instagram e seu estilo Polaroid e as armações de óculos modelo Ray Ban anos 70 são só alguns exemplos. Mas o mais novo eco do passado chega esta semana aos supermercados de todo Brasil: o chocolate Lollo, da Nestlé. Lançado no País em 1982, o Lollo foi líder de vendas em sua categoria até 1992, quando, por ordem da matriz, na Suíça, seu nome mudou para Milkybar.

"O Brasil era um país totalmente diferente e o mercado de chocolates não era tão desenvolvido quanto agora", diz Marco Nonis, diretor da unidade de chocolates da Nestlé Brasil. O consumo de chocolate em 1992, por exemplo, era de 1 quilo por habitante ao ano. Hoje, é de 2,5 quilos. O Brasil não era tão importante para as multinacionais como é agora e manter uma marca nacional demandava investimentos. Por isso, naquele tempo, a matriz achou que o melhor a fazer seria alinhar globalmente a marca e eliminar o nome Lollo do mercado.

"Houve muitas queixas, mas a companhia achava que - como o consumidor de Lollo era criança ou muito jovem - o público do chocolate iria logo se renovar e a nova marca se consolidaria", explica Nonis. Mas não foi o que aconteceu. Vinte anos depois, o Milkybar praticamente desapareceu do mercado. É vendido somente em formato miniatura, na caixa de bombons "Especialidades Nestlé".

Agora, a companhia avalia que pode recuperar as vendas perdidas com o relançamento de Lollo, que terá vaquinha na embalagem e tudo, como nos anos 80. "Sempre monitoramos as redes sociais e vimos que muita gente citava o Lollo com saudades", diz Ricardo Bassani, gerente de marketing da multinacional suíça.

Receita original

A companhia, então, resolveu estudar a viabilidade de voltar com a marca - e com a receita original do chocolate, que era mais macia que a atual. Além de medir o grau de lembrança de Lollo (a Nestlé não divulgou números), a maior fabricante de alimentos do mundo também verificou se teria condições tecnológicas de produzir novamente a receita original.

"Afinal, em 20 anos, o maquinário de produção também já não é o mesmo", diz Nonis. O resultado, um ano depois, é a volta do Lollo, em barras de 28 gramas e em pacotes com três unidades - e uma campanha com peças de TV, mídia impressa, mas, principalmente, internet. O slogan antigo, "O chocolate fofinho da Nestlé", também volta com tudo.

"A comunicação do Lollo, nos anos 80, era muito simpática e isso criou um residual de memória que existe até hoje", diz Eduardo Tomiya, especialista em marcas da BrandAnalytics. Na Nestlé, acredita-se que a volta terá impacto não só no público que se lembra da marca, mas também no que não a conheceu. "Afinal, hoje, é 'cool' fazer referências ao passado", diz Nonis.

Fonte: New Trade


RECURSOS DE SEO INDISPENSÁVEIS PARA E-COMMERCE

Quando analisamos uma plataforma existem alguns recursos de SEO para e-commerce que são indispensáveis para que a implementação de uma boa estratégia de otimização de sites para ferramentas de busca de um e-commerce possa ser feito de maneira satisfatória. Como o marketing de busca é uma das origens de tráfego de maior potencial de conversão, possuir todos os recursos de SEO necessários para poder brigar pelas primeiras colocações no Google é essencial para o sucesso do seu e-commerce.

Não é por acaso que a questão dos recursos de SEO para e-commerce é tão discutida no roteiro para criação de lojas virtuais. Sem as ferramentas apropriadas e um bom projeto de SEO, o marketing de busca da loja fica extremamente comprometido.

Os recursos de SEO que são indispensáveis em uma loja virtual

O trabalho de otimização de sites para ferramentas de busca é um trabalho de formiguinha, composto por diversas ações que ao final se complementam, mas para poder implantá-las é preciso que a plataforma de e-commerce possua ferramentas que proporcionem as condições técnicas para implementá-las.

Vejamos então alguns recursos de SEO indispensáveis em uma plataforma de e-commerce.

Estrutura de URLs amigáveis para cada produto

A possibilidade de construir URLs amigáveis – www.sualoja.com.br/nome-do-produto ao invés de uma estrutura do tipo www.sualoja.com.br/produto66543=?-class34 é um dos recursos indispensáveis para um bom trabalho de SEO para lojas virtuais. Se a plataforma não oferecer essa possibilidade, deve ser descartada, já que esse é um recurso básico para a conquista de uma boa posição no Google.

Definição de Meta Tags únicas por páginas

As meta tags Tittle e Description, são de suma importância para se conseguir uma boa colocação nas SERP – Search Engine Response Pages. O Google exige para um bom posicionamento, cada página de um site tenha uma URL exclusiva e se a sua plataforma de e-commerce não permite esse tipo de manipulação, seu posicionamento estará seriamente comprometido.

Possibilidade de criação de Redirect 301

O comando Redirect 301 funciona como redirecionador de URLs, principalmente daquelas que foram removidas ou alteradas. No caso do e-commerce é preciso ter essa função disponível principalmente no caso de exclusão do produto da loja. A mudança de URL pode trazer sérios prejuízos ao seu posicionamento no Google se a sua loja virtual não oferece o recurso de redirecionamento 301. Se o Google não encontra o redirecionamento explícito, pode penalizar sua loja virtual em termos de avaliação geral do site.

Uma página de erro 404 customizável

Ter uma página de erro 404 – página não encontrada – personalizável e facilmente identificada no Google Analytics é outra ferramenta importante, já que assim podemos evitar problemas no Google e localizar rapidamente problemas de funcionamento ou navegação na loja virtual. O SEO no e-commerce exige monitoramento constante e páginas de erro costumam pegar a gente de surpresa.

Definição de URLs canônicas

Esse é um dos principais recursos de SEO para e-commerce para evitar que durante o processo de varredura da sua loja virtual por parte do Google, ele interprete caminhos alternativos (sualoja.com.br ao invés de www.sualoja.com.br) como sendo versões diferentes da loja e com isso penalize o site por duplicidade de conteúdo, um dos fatores de rankeamento mais observados pelo Googleultimamente. Em termos de marketing de busca, a duplicidade de conteúdo é um dos principais pecados que pode ser cometido.

Arquivo Robots TXT

Esse é um outro recurso de SEO para e-commerce que muitas vezes passa desapercebido na hora de escolher uma plataforma de e-commerce. O Robots TXT é um protocolo de exclusão ao qual o Google consulta toda vez que visita um determinado site para saber quais páginas devem ser lidas e quais não merecem atenção. Através desse recurso, podemos administrar melhor a distribuição do Link Juice de cada página e com isso fortalecer a estrutura de SEO da loja virtual como um todo.

Sistema de geração automática de Sitemaps

Os Sitemaps são verdadeiros mapas do site para indexação nos buscadores e por isso mesmo um dos recursos de SEO para e-commerce mais importantes. Uma plataforma de e-commerce completa precisa ter um sistema de geração automática de sitemaps a cada vez que for feita uma alteração. Melhor ainda se esate sistema também se incumbir de realizar o ping da atualização junto às centrais de webmaster dos buscadores como, por exemplo, a Google Webmaster Tools.

Os recursos de SEO no e-commerce são indispensáveis para uma boa estratégia de marketing de busca. Se a plataforma que você está analisando não possui estes recursos, é melhor esquecer.


COMO CRIAR UM PORTFOLIO PERFEITO



Um portfolio é um lista de trabalhos realizados por uma pessoa ou empresa.

Existem vários motivos para se ter um portfolio. Seja de um freelancer, agências, grandes estúdios e empresas querendo mostrar seus trabalhos para conseguir mais clientes, ou se você e um estudante e deseja mostrar seus potenciais para conseguir emprego em determinada empresa.

O portfolio é onde você relacionará a sua marca, pessoal ou profissional aos seus trabalhos. Seja você um Webdesigner, programador, escritor ou qualquer outro tipo de profissão, é indispensável um portfolio perfeito, onde as pessoas vão relacionar os seus trabalhos ao seu nome, ou marca.

1. Defina sua Logo


Para Pessoas

A primeira coisa que o usuário verá ao entrar em seu portfolio é a sua logo, não precisa necessariamente ter o seu nome, porém você quer ligar o seu nome aos seus produtos, então recomendo que a logo tenha o seu nome nela.

Pode-se usar também seu apelido, no caso se você é conhecido pelas pessoas não pelo seu nome, mas por um apelido, desde que seja algo que você pretenda usar como marca, use-o.

O local onde você deve colocar a sua logo, de preferência é no topo da página e na esquerda, isso é uma convenção de leitura ocidental que de preferência, seja usada. Uma alternativa seria a sua logo no topo e centralizada, porém somente ela.

Para Empresas

É exatamente a mesma coisa, porém trocando o nome da pessoa pelo nome da empresa.

2. Crie um Slogan


As pessoas após conhecerem a marca, vão querer saber, o que você, ou a sua empresa, faz. Você deve usar o slogan para uma rápida e direta explicação.

O slogan vai fazer parte da sua marca, depois de relacionar a sua logo, com seu slogan, as pessoas vão olhar para sua marca e saberem o que você faz, quem você é.

Exemplo de slogan,
Connecting People, da Nokia
Ou seja, eles conectam pessoas, como? Através de aparelhos celulares.

Exemplo de Slogan para Freelancer,
“Sua marca / seu nome”, Webdesign e Perfeição.
Ou seja, você trabalha com Webdesign.

3. Seu Portfolio


É aqui que as pessoas, após saberem quem você é e o que você faz, vão demonstrar interesse no seu site e no seu trabalho. Elas vão querer ver seus trabalhos passados e atuais, o que vai fazer decidirem se você é bom ou não.

É muito importante sempre conter imagens grandes e de qualidade. Se você é um Webdesigner, por exemplo, ponha links para os futuros clientes verem os sites que você fez, ao vivo. Faça uma breve descrição do seu trabalho, e as ferramentas usadas, assim todos verão também o que você pode fazer, mesmo não estando em seu portfolio.

Se possível, coloque depoimentos de clientes. E por último, você pode colocar os estágios de desenvolvimento de cada projeto, o visitante do site pode estar interessado em saber como foi feito.

4. Mostre os Serviços Prestados


Dedique uma área do seu site para especificar exatamente o que você faz. Faça uma lista de tipos de serviço realizados por você, ou sua empresa.

Escreva de forma clara e bem específica, se possível citando a ferramenta usada para o tipo de trabalho.

Por exemplo:

Design para Impressão:
Logo
Flyers e Banners
Propagandas em geral

Design Web:
Website Design
Blog Design
SEO
Micro Websites

5. Escreva Sobre Você


É tudo sobre você, nessa parte você deve deixar os seus visitantes verem a pessoa por trás do portfolio. As coisas que ela gosta, o que ela é, quem ela é, de onde ela é, e algumas informações a mais se necessário.

É importante você escrever de maneira que irá cativar o possível cliente, diga sua idade, seu nome completo, a cidade que você mora, quais seus interesses. Quanto mais você falar, mais a pessoa irá criar um vínculo e confiar realmente em você.

Coloque sua foto, coloque prêmios, coloque reconhecimentos, nunca será informação desnecessária.

6. Contato e Convite de Ação


Essa é uma das partes mais importantes. Se a pessoa está interessada, ela vai precisar entrar em contato com você de alguma forma.

Crie uma página de contato, colocando campos necessários para atendimento rápido e direto, como nome, e-mail, telefone, assunto, tipo de contato (orçamento, dúvida, etc), caso for orçamento, abra um campo para os serviços prestados, e um campo de mensagem. Nem todos os campos citados são obrigatórios, são apenas exemplo.

Mas como a pessoa vai chegar a essa página de contato e orçamentos?

Coloque botões chamativos no seu portfólio. Caso queira colocar na página inicial, antes de apresentar o portfolio, coloque algo do tipo: "Veja meu portfolio e Contrate-me", e dentro do portfolio coloque, "Gostou do meu trabalho? Contrate-me agora!". Não precisa ser frases, pode ser apenas uma palavra, mas coloque algo para seu visitante sentir como se fosse um passo-a-passo para ele saber o que fazer no final de tudo.


7. Use e Abuse das Redes Sociais


É completamente necessário, hoje em dia, divulgação em redes sociais, o alcance gerado por elas é muito maior que apenas conhecer o link do site, ou saber o que realmente procurar nos formulários de pesquisa, como o Google.

8. Linguagem e Comunicação

Se é um site pessoal, não precisa ter toda a formalidade de uma empresa, escreva com naturalidade e emoção, afinal você é uma pessoa. Porém não se esqueça de ser amigável e profissional, escrever de forma clara e precisa.

Dica: Toda vez que escrever algo, leia o que foi escrito e veja se você pode cortar pela metade o que foi escrito, quanto mais claro e direto for o texto, mais informação em menos tempo será passado para o leitor.

Esse artigo foi traduzido e adaptado do Smashing Magazine, se você entrar no site irá ver vários exemplos de portfolios.

Fonte: Nobugs Soul

ENTENDENDO A ENGENHARIA DE VENDAS ONLINE


 A engenharia de vendas online nem sempre tem a devida atenção durante a elaboração de alguns projetos de e-commerce, mas essa é uma etapa fundamental de qualquer operação de comércio eletrônico  de sucesso. Não que a dita engenharia de vendas online seja algo de outro mundo que não possa ser resolvida por qualquer pessoa que tenha feito um bom curso de administração de empresas. A coordenação de processos de logística, tanto de entrega como de despacho, é uma tarefa inerente a qualquer negócio, e no e-commerce não é diferente.

O grande segredo da engenharia de vendas online  é conseguir uma integração tal entre os processos, que possibilite um fluxo rápido e eficiente dos pedidos, visando o melhor padrão de atendimento possível em uma loja virtual, um dos principais diferenciais neste segmento. 

Qual o segredo da engenharia de vendas online

Não adianta tentar mistificar a coisa, o segredo da engenharia de vendas online reside em um bom planejamento e do conhecimento do mercado. Durante a etapa de elaboração do plano de negócios para seu e-commerce, é necessário definir de maneira clara, quais são os elementos da cadeia de suprimentos do e-commerce e de logística de entrega para que todo o processo ocorra sem chances de ocorrência de gargalos que possam prejudicar a eficiência e consequentemente a imagem da loja virtual.

Se no mundo físico a engenharia de vendas merece toda atenção do mundo, no mundo online não é diferente. Vejamos então, quais são os fatores a serem considerados em seu e-commerce.

Fatores determinantes de uma boa engenharia de vendas online:

  • Parcerias bem consolidadas com fornecedores;
  • Sistemas de administração de estoques eficientes;
  • Integração entre a plataforma de e-commerce e sistemas de gestão de estoques;
  • Sistema de entrega eficiente, fundamental na engenharia de vendas online;
  • Transparência do processo de entrega para os clientes do e-commerce;
  • Boa estrutura de logística reversa.

Como você pode ver, são questões simples e inerentes a qualquer operação comercial, seja ela física ou online.





5 DICAS PARA TORNAR SUA ROTINA DE TRABALHO MAIS AGRADÁVEL




Não existe uma pessoa que não disse pelo menos uma vez que a rotina de trabalho, estudo ou até mesmo familiar é estressante. Por isso, muitas pessoas, com o tempo, acabam perdendo o gosto pelo seu trabalho por viver preso à mesma rotina. Então confira 5 dicas que podem lhe ajudar a tornar sua rotina mais agradável.

1)      Descubra qual é o seu perfil
Tente encontrar em seu trabalho algo que encaixe em seu estilo. Não deixe que seu trabalho te defina, defina quem é você em seu ambiente de trabalho.

2)      Tenha uma relação amigável
Tente sempre estar bem humorado. Se estiver em um dia ruim tente não transparecer ou pelo menos não deixe que isso afete sua relação com seus colegas de trabalho.

3)      Seja desafiador
Saia de sua zona de conforto, sempre almeje coisas novas em seu trabalho, seja proativo. Você ficará mais animado com os novos desafios e seu chefe com certeza irá agradecê-lo por isso.

4)      Abra sua mente
Sempre há coisas novas a se aprender, abra a possibilidade de aprender ou até mesmo ensinar coisas novas aos seus colegas de trabalho. O aprendizado contínuo é importante para manter sua mente funcionando a todo vapor.

5)      Seja você
Claro que em um ambiente de trabalho é preciso ter uma postura profissional, mas você não precisa mudar suas atitudes por causa disso. Quando você não tenta se esconder dentro do seu “terno”, você tende a ficar mais relaxado.

Não existe fórmula exata para uma rotina perfeita, mas pequenas atitudes podem torná-la um pouco mais agradável.

Fonte: NoBugs Soul
abcs